Anvisa deve rever condições para autorização de canabidiol

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mudou radicalmente sua postura no último mês ao negar a autorização da importação de medicamentos à base de canabidiol (CBD) para pacientes que não sofrem de epilepsia. Até agosto deste ano, o órgão havia autorizado 894 dos 1.036 pedidos de importação destes medicamentos, muitos deles de pacientes que sofriam de outros males, como doenças crônicas e mal de Parkinson.

A Anvisa alegava que não havia evidência de eficácia do canabidiol em tratamentos para sintomas diferentes da epilepsia, cujas convulsões são amenizadas com o uso do CBD.

No entanto, em 30 dias, o órgão irá rever essa restrição com especialistas para contemplar outros CIDs (Classificação Internacional de Doenças). E já não há mais restrição de idade do paciente para receber produtos à base de CBD, assim como qualquer médico pode prescrever estes medicamentos, não apenas neurologistas.

Leia mais aqui.