Revista Platô: Drogas e Políticas

A Plataforma Brasileira de Política de Drogas (PBPD) nasceu da necessidade de unir, em uma única rede, entidades, coletivos e especialistas que se dedicam a estudar e a promover a reforma da política de drogas no Brasil e no mundo. Composta por organizações das áreas de saúde, segurança pública, redução de danos, direitos humanos, acesso à justiça, entre outras, a PBPD atua para potencializar as ações de seus membros e para qualificar o debate público sobre os diversos aspectos do tema, valorizando o conhecimento na construção de uma política de drogas solidária, justa e eficaz.

É nesse contexto que surge a Platô: Drogas e Políticas. Primeira publicação brasileira a tratar exclusivamente sobre política de drogas, a revista trará artigos com reflexões, pesquisas e análises científicas, mas não necessariamente na linguagem tradicional. Assim, o nosso objetivo é que a Platô circule por um público amplo e plural.

Gestada pela Coordenação Científica da PBPD com o apoio do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), a Platô traz, em sua primeira edição, artigos produzidos por pesquisadores ligados a dois de nossos membros: a Abracannabis e a Associação Psicodélica do Brasil. Para tanto, eles contaram com o apoio de bolsas de curta duração oferecidas pela PBPD, alcançando um resultado que demonstra o potencial de nossa rede na produção de conhecimento original sobre política de drogas.

Assim como é o campo da política de drogas, a Platô é transversal. Apresentar diversos temas sobre diferentes perspectivas – desde que comprometidas com os fatos e com o rigor científico – é, a partir de agora, nosso objetivo.

Acesse a Platô: Drogas e Políticas

 

A Coordenação Científica da PBPD está lançando o seu veículo principal de comunicação, a Revista Platô: Drogas e Políticas. Produzida em conjunto com o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – Cebrap, a Platô será editada em formato impresso e digital e não tem o objetivo de ser uma revista exclusivamente acadêmica. A revista espera ser uma publicação conectada às questões mais candentes dos diversos aspectos relacionados à política de drogas no Brasil e no mundo. Seus princípios norteadores são:

A busca permanente pela qualificação do debate público

A promoção do conhecimento e do rigor metodológico

A garantia da pluralidade

A valorização do conhecimento na construção de uma política de drogas solidária, justa e eficaz

A primeira edição da Plataformas veiculará três tipos de artigos: