Ex-Diretor de Manicômio é nomeado para Coordenação Nacional de Saúde Mental

17 de dezembro, 2015 Ceballos93 Luta anti-manicomial RAPS Saúde Mental Permalink

Na última segunda-feira (14), o Ministro da Saúde, Marcelo Castro, anunciou a nomeação do psiquiatra Valencius Wurch Duarte Filho para o cargo de coordenador de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas do Ministério da Saúde, substituindo Roberto Tykanori, desde 2011 no cargo.

Duarte Filho foi diretor técnico da Casa de Saúde Dr. Eiras de Paracambi, hospital psiquiátrico fechado em 2012 depois de processo na Justiça. Em 2000, neste manicômio, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados apurou uma série de violações aos direitos humanos, como a prática de eletroconvulsoterapia, alimentação de má qualidade, falta de roupas e pessoas internadas por longos períodos de tempo.

Cinco anos antes da constatação destes abusos, o psiquiatra também foi criticado por ter se posicionado contra o fim dos manicômios e a atual lei da reforma psiquiátrica.

O Ministério da Saúde defendeu a nomeação de Duarte Filho, alegando que se trata de uma decisão puramente técnica.

A nomeação causou protestos de pacientes, profissionais e grupos a favor da luta anti-manicomial no evento “Abraça RAPS”, que se mobilizaram, ocupando a sala da Coordenação de Saúde Mental em Brasília e se manifestando pela defesa da reforma psiquiátrica em diversas cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro e Recife.

Também preocupada com os acontecimentos recentes, a REDUC (Rede Brasileira de Redução de Danos) saiu em defesa da manutenção e ampliação da atual política de saúde mental do país.

Confira as fotos das manifestações de segunda-feira aqui.

[su_youtube url=”https://www.youtube.com/watch?v=Asf1jkTfEYQ”]

[su_youtube url=”https://www.youtube.com/watch?v=NBwzIfiwvlk”]