Vice-prefeito do Rio defende a descriminalização das drogas

O vice-prefeito do Rio de Janeiro, Adílson Pires (PT), eleito pela chapa do prefeito Eduardo Paes (PMDB) e que também comanda a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, apontou a experiência portuguesa de descriminalização das drogas como um exemplo a ser seguido.

“Eles passaram anos reprimindo uma espécie de cracolândia que existia no Centro de Lisboa, onde usavam heroína, sem no entanto terem sucesso. Só conseguiram resultados quando passaram a usar a política de redução de danos.”

Além de defender a política de redução de danos, Pires também citou que critérios objetivos devem ser adotados para não criminalizar usuários, que devem ser tratados sob a ótica da saúde pública. E ressaltou a necessidade do debate na sociedade: “Entendo a pessoa que seja contra, mas é necessário ver os números. Portugal teve grandes avanços, e a sociedade precisa entrar neste debate.”