Bate-papo: “O caráter hediondo do crime de tráfico de drogas”

2 de março, 2017 Plataforma PBPD Permalink

Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD), em parceria com a Plataforma Brasileira de Política de Drogas (PBPD) e a Rede Justiça Criminal, realiza no dia 08 de março (quarta-feira), a partir das 18h30, um bate-papo com o tema “Hediondo por quê? O tratamento penal do tráfico de drogas”. No encontro serão discutidos os aspectos relevantes e o impacto da decisão do Supremo Tribunal Federal sobre o chamado tráfico privilegiado, a política de drogas e o Congresso Nacional, as possibilidades e as estratégias para a exclusão do caráter hediondo do crime de tráfico de drogas, além das políticas de drogas no mundo.

O evento é gratuito e direcionado aos associados e membros das entidades organizadoras, porém será disponibilizado um número limitado de vagas para os demais interessados em participar. Todos devem inscrever-se: http://bit.ly/2liW8vM

Bate-papo: “Hediondo por quê? O tratamento penal do tráfico de drogas”
Data: 08/03/2017 (quarta-feira)
Horário: a partir das 18h30
Local: Armazém da Cidade – R. Medeiros de Albuquerque, 270 – Vila Madalena, São Paulo – SP
Inscrições: http://bit.ly/2liW8vM
Informações: [email protected]

Confira abaixo os convidados para participar do debate:
Beatriz Vargas Ramos –  Graduada em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985), com mestrado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (1993) e doutorado em Direito pela Universidade de Brasília (2011). Atualmente é professora adjunta da Universidade de Brasília, membro da Comissão Anísio Teixeira de Memória e Verdade da Universidade de Brasília e do Grupo Candango de Criminologia (GCCrim) da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília.  Tem experiência na área de Criminologia e Direito, com ênfase em Direito e Processo Penal. Sua linha de pesquisa abrange Sociedade, Conflito e Movimentos Sociais, Feminismo, Política e Direitos.

Cristiano Avila Maronna – Graduado em Direito pela Universidade de São Paulo (1992), com mestrado e doutorado em Direito Penal pela Universidade de São Paulo (2003 e 2006).  Pós-graduado em Direito Penal pela Universidade de Salamanca (Espanha) e em Direito Penal Econômico Europeu pela Universidade de Coimbra (Portugal). É sócio do escritório Maronna, Stein e Mendes Sociedade de Advogados; presidente do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCrim); secretário executivo da Plataforma Brasileira de Política de Drogas (PBPD) e membro do Conselho de Prerrogativas da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SP). Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Penal e Criminologia. Tem participado de debates, conferências e simpósios a respeito da reforma na política de drogas no Brasil e no exterior.

Luiz Guilherme Mendes De Paiva – Mestre e doutor em Direito Penal pela Universidade de São Paulo. Atualmente é Coordenador de Estudos e Projetos Legislativos do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCrim). Foi Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça (SENAD/MJ), Conselheiro Titular do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), assessor de Ministro do Supremo Tribunal Federal e chefe de Gabinete da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo.